Jabuticabas, pitangas, limões e morangos. Já imaginou colher essas frutas na varanda de seu apartamento ou quintal? Com alguns cuidados, seu sonho de ter um pomar pode virar realidade.

LIMOEIRO: É uma das frutíferas mais fáceis de cuidar, principalmente em vasos. Mas tome cuidado: a espécie apresenta espinhos no caule e nos ramos.

PARREIRA: Por ser uma trepadeira, ela precisa ser tutorada e conduzida em algum suporte, como uma pérgola ou caramanchão. Os períodos de floração e frutificação variam de acordo com a região, o clima e a variedade de uva. Não se assuste: após a colheita dos frutos, ela perde todas as folhas.

ROMÃZEIRA: Desde a antiguidade, vários povos têm a romã como fruta sagrada e como símbolo de prosperidade. Resistente a condições diversas de temperatura e tolerante a podas, dá lindas flores.

PITANGUEIRA: Além de ser uma espécie rústica e de baixa manutenção, ela é bastante ornamental, seja pelas cores do tronco, pelo perfume das flores, seja pela delicadeza de suas folhas. Os frutos costumam surgir na primavera. Ao cultivála em vasos, é preciso acrescentar areia ao substrato para torná-lo mais drenante.

JABUTICABEIRA: Quando seu tronco fica coberto de flores, isso significa que a próxima temporada de frutos será generosa. Mas não se esqueça: para render jabuticabas saborosas, a espécie exige boa quantidade de regas. Em condições ideais de clima e de cultivo, pode florescer até quatro vezes por ano.

LARANJA-KINKAN: Ótima para fazer compotas ou geleias, ela rende frutos desde o fim do verão até a próxima primavera. E também dá flores muito cheirosas.

O SOL É PARA TODOS

As principais espécies frutíferas – romãzeira, jabuticabeira, limoeiro, laranjeira e pitangueira – precisam de sol pleno para produzir. Mas cuidado com o vento em excesso: este sim pode
ser bastante prejudicial.

LONGE DAS PRAGAS

Para proteger as plantas contra o ataque de insetos, faça pulverizações com óleo de neem, produto orgânico facilmente encontrado em lojas especializadas e que não oferece os riscos dos agrotóxicos convencionais.

UMIDADE É FUNDAMENTAL

Quando cultivadas em vasos, as frutíferas pedem mais regas do que quando plantadas diretamente na terra. É importante garantir umidade suficiente para seu desenvolvimento, porém sem encharque, pois isso pode comprometer as raízes.

 

Fonte: revistacasaejardim.globo.com