Cultivar uma horta em casa é sinônimo de bem-estar e saúde, além de ser um incentivo a mais para incluir vegetais no dia-a-dia, com o cultivo caseiro você garante hortaliças completamente livres de agrotóxicos. A horta caseira pode ser um apelo de ainda mais valor para as crianças, como um benefício da alimentação saudável.

Além disso, cuidar da horta pode ser uma boa atividade para ser desenvolvida com a família, proporcionando mais tempo com os filhos, ajudando a ensinar lições de responsabilidade e proporcionando contato com a natureza.

Em meio a todas as vantagens, ainda vale ressaltar que o cultivo de uma horta caseira não é uma das mais difíceis tarefas. Confira algumas dicas:

 

Afinal, onde posso plantar?

Falta de espaço não é motivo para não ter uma horta. Casas pequenas ou apartamentos também podem dispor de um cantinho para o plantio de uma horta – basta escolher um local que receba algumas horas de luz solar direta. Algumas formas de cultivar as plantas são:

Direto na terra: ideal para quem tem quintal com espaço, nesse modelo tradicional as sementes ou mudas são plantadas direto na terra.

Vasos: vasos são alternativas práticas tanto para quem mora em casa quanto em apartamento, com várias opções de tamanhos, materiais, formatos e cores.

Embalagens recicladas: garrafas pet, latas de refrigerante ou alimentos, caixas de leite, potes de vidro. É uma saída barata, rápida e sustentável.

Floreiras: oferecendo um bom espaço, as floreiras são ótimas para uma horta compacta em pequenos espaços.

Caixas de madeira: espaçosos e baratos, caixotes de madeira e paletes podem ser boas escolhas.

Horta vertical: ideal para quem mora em apartamento, esse modelo consiste em montar a horta aproveitando espaços próximos a paredes. A horta vertical pode ser plantada em vasos, embalagens recicladas, estruturas de madeira e sapateiras.

Vale destacar que quem optar por vasos, potes, caixas, garrafas e outros recipientes, seja em hortas verticais ou horizontais, não deve esquecer de providenciar furos no fundo para evitar o excesso de água no solo.

O que posso plantar?

A variedade de verduras, vegetais, ervas e temperos possíveis de cultivar em casa é muito grande! Para chegar nas escolhas ideais para você, é preciso levar em conta o espaço disponível, suas preferências e os cuidados que cada espécie exige. Confira dicas de como cultivar algumas das principais espécies de plantas para fazer a sua horta caseira.

Salsinha

Como plantar: as sementes podem ser plantadas em recipientes com profundidade de, pelo menos, 30 cm, para favorecer o desenvolvimento das raízes. Para agilizar a germinação, uma dica é deixar as sementes de molho em água por um dia antes de plantá-las.

Quando plantar: a salsa pode ser plantada em qualquer época do ano, de preferência aproveitando dias em que não faça calor ou frio excessivo.

Cuidados e quando colher: mantenha o solo sempre bem irrigado e planeje adubações frequentes. A colheita pode ser feita, em média, de dois a três meses após o plantio. As folhas devem ser colhidas inteiras.

Cebolinha

Como plantar: pode ser plantada em sementes ou mudas. Caso as sementes não sejam plantadas diretamente no local definitivo, o transplante pode ser realizado depois de 30 a 40 dias.

Quando plantar: durante todo o ano, dando preferência às épocas de clima ameno.

Cuidados e quando colher: solo irrigado e adubado, com abundância de nutrientes. A colheita pode ser feita de dois meses e meio a quatro meses após o plantio. Colha as folhas inteiras, retirando-as pela base e nunca pela metade.

Manjericão           

Como plantar: pode ser plantado em sementes já nos lugares definitivos ou para ser transplantado com cerca de 10 a 15 cm. Mudas podem ser feitas a partir de ramos de plantas adultas; neste caso, o comprimento deve ser de em média 15 cm e o ramo deve ser mergulhado em água até que as raízes se formem.

Quando plantar: o manjericão não tolera baixas temperaturas. O ideal é plantá-lo em épocas quentes, com temperaturas acima de 18º C.

Cuidados e quando colher: as folhas podem ser colhidas após dois ou três meses do plantio. A irrigação deve ser constante, mantendo o solo sempre com umidade média.

Alface

Como plantar: a alface pode ser plantada em sementes diretamente no local definitivo ou transplantada posteriormente – nesse caso, o ideal é fazer a mudança quando a planta já tiver de quatro a seis folhas, com o solo bastante irrigado.

Quando plantar: estações de clima ameno, como primavera e outono, são as mais indicadas para o plantio. Altas temperaturas podem impedir o desenvolvimento das sementes.

Cuidados e quando colher: a melhor maneira de colher é cortando a planta pela base, deixando cerca de 2,5 cm de caule acima do solo para que as folhas possam voltar a brotar. A planta pode ser colhida entre 55 e 130 dias após o plantio.

Espinafre

Como plantar: o espinafre se adapta bem a pequenos espaços e pode ser plantado diretamente no local definitivo, em sementes.

Quando plantar: se desenvolve melhor em clima ameno. Para regiões muito quentes, a melhor época para o plantio é durante o outono.

Cuidados e quando colher: irrigação frequente é o principal cuidado com a planta, que é de trato simples. A colheita pode ser feita de 40 a 100 dias após o plantio. Se for colher apenas algumas folhas, retire sempre as mais externas. Caso vá colher a planta inteira, corte pela base deixando cerca de 2,5 cm de caule acima do solo para o rebrotamento.

Tomatinho cereja                                                                                                                

Como plantar: plantado em sementes. Caso opte por fazer o transplante, faça isso quando as plantas atingirem aproximadamente 10 cm de altura.

Quando plantar: a melhor época para o plantio do tomatinho cereja é no início da primavera.

Cuidados e quando colher: a colheita pode ser feita entre 60 e 70 dias após o plantio, quando os frutos estiverem maduros. Caso o peso dos frutos comece a envergar o caule, ate uma estaca para sustentar a planta.

Fonte da imagem: www.metaiv.org
Fontes: www.revistacasaejardim.globo.com e www.delas.ig.com.br